quinta-feira, 17 de junho de 2010

blablabla...

(...não sabia que título dar a este post, ficou blablabla mesmo...)



A fotinho aí em cima é um monumento a Nossa Senhora Auxiliadora construído em 1900. Fica no alto de um morrinho, dentro do terreno de uma escola de padres tradicional aqui de Niterói. 
Aqui a Santa Senhora mais de pertinho (infelizmente não consegui subir até a estátua, o acesso estava fechado...):


Ocorre que meu filho faz aulas de natação nessa escola, e hoje de manhã os profs resolveram dar uma trégua às crianças (que vêm bravamente encarando a água gelada desde que a temperatura baixou por aqui) e organizaram um piquenique lá em cima no lugar da aula. Fazia mais de vinte anos que eu não subia! Antigamente era possível subir por trás, mas hoje o morro está violento e o monumento foi todo gradeado, o único acesso é por dentro da tal escola. Ó a galera começando a subida:


Daí tirei umas fotitas do bairro de Icaraí visto lá de cima. Dá para ver no fundo o contorno dos morros do Rio de Janeiro, do outro lado da baía (cliquem na imagem para ampliar)


Rolou uma dupla tristeza com essas imagens. A primeira foi ver como o ar do Rio está poluído, vejam a névoa de poluição que encobre a cidade - mal dá para ver o contorno do Pão de Açúcar!

A segunda foi ver "de cima" a mudança brutal na paisagem de Icaraí: prédio, prédio, prédio... No lugar onde havia uma ou duas casas e onde moravam uma ou duas famílias, agora moram sabe-se lá quantas! Niterói vem crescendo desordenadamente nos últimos anos, sem o menor planejamento, e a quantidade de prédio que sobe nesta cidade é simplesmente absurda! O trânsito está cada dia mais insuportável, e eu não quero nem pensar na rede de esgoto... Os apartamentos novos são ridiculamente pequenos e ridiculamente caros, mas ainda assim seduzem a galera do Rio - já que lá moradia consegue ser ainda mais cara - e vem a cariocada toda morar aqui achando que Niterói ainda é cidade modelo em qualidade de vida. Bah!

Enfim, ainda falando em RJ, vocês devem ter percebido que não sou muito de discutir política, religião e futebol aqui no blog. Minhas opiniões pessoais sobre patriotismo e Copa do Mundo dariam um longo post, mas eu não tenho tempo nem paciência para escrever sobre isso. Quem me conhece bem sabe que a cegonha estava ou bebum ou "ervada" quando me despejou aqui, pois errou feio o endereço - meus valores e meus gostos pessoais pouco têm a ver com esta cultura. Mas hoje vi um videozinho muito bem feito - cenas lindas do Rio (e de algumas cidades vizinhas) tendo como fundo o Hino Nacional. Tirando o sentimentalismo pseudo-patriota da ideia, é inegável que a cidade do Rio tem uma geografia belíssima, única, e é também inegável que o Hino Nacional brasileiro é um dos mais bonitos do mundo (aliás, se tem uma coisa de que eu sou fã neste país é da música, para mim a música brasileira é sim a melhor do mundo!). Portanto, quem tiver uns minutinhos aí sobrando, vale a pena dar uma conferida. O link é este aqui. (Só ignorem algumas "cenas de ficção" tipo soldados da PM passeando tranquilamente numa favela...)

(Obs. "óssó" minha gente que viu o vídeo, só para deixar claro: eu NÃO apoio o presente governo federal, estadual ou municipal tá? Só achei o vídeo bem feito...)





5 comentários:

Sissamar disse...

Oi amiga, realmente as cidades estão crescendo de uma forma desordenada e fica um caos mesmo! Muitas vezes nem respeitam os planos feitos pela protecção civil e depois acontecem catastrofes de terras que desabam para cima de casa que não deveriam ter sido construidas nesse local!
Rezemos por um futuro melhor!
Um beijo
Silvia

M. Regina disse...

Oi Isadora, gostei muito desse teu texto.Concordo contigo. E lindo nosso hino mesmo, com o Martinho. bjs

Dαηiєlα ® disse...

Nossa!
Viajei no tempo vendo essas imagens, pena agora ter todas essas grades.

Era uma aventura subir até a Santa... e aventura maior ir até a gruta.

Bons Tempos...

P.S.: Quem vai levar o cesto??? kkkkkk (Claudio sabe dessa histéoria)


Beijos,
Dani

P.S 2: Adorei o novo layout.

Luciana F. Damiano disse...

Fofa, aqui tb sobe prédio que é uma coisa...e cada vez menores os apartamentos...eu, particularmente, não entendo esse gosto por comprar uma área num pedaço do céu. Enfim.
Também gosto muito do Hino Nacional. Minha professora de Educação Artística era "chata" fizemos a interpretação da letra minuciosamente...nunca esqueci. Muito bonito.
Gostei da torrinha que fotografou, tem um ar bucólico...

bjs

Silvana - Interior Adentro disse...

Oi Dorinha querida!

Mas é lindo esse monumento que vc mostrou!

Olha, trabalhei no Rio por 2 anos e, nesse tempo, pude ver a destruição dia a dia. Acho que no Rio é ainda mais fácil de ver que em SP, pois aqui tá todo mundo acostumado mesmo... Infelizmente!

Afff, que me perdoe, mas dá vontade de pegar um rodo gigante e limpar aquelas favelas dos morros, não tem coisa mais feia...

Mas o que eu não entendo é como os governos deixaram chegar a esse ponto, de não ter mais volta. O Rio sempre foi um estado tão rico, foi capital e corte por quase 2 séculos, eu não entendo realmente. Deveria ter sido criado um plano de habitação para esse povo todo, afinal aí é região montanhosa, deveriam fazer muitos edificios pra abrigar os humildes.

Estou certa que dinheiro não faltou, só foi para os bolsos que quem deveria.

Qto a Saramago, afff... chorei tanto hoje...

Nesse mundo dominado por especuladores da vida humana e direcionado pelo "pensamento" dos publicitários, perder Saramago é ainda pior pela certeza de que não haverá reposição, jamais!

A nossa carência sobre pensadores de vanguarda, inquietos e questionadores sobre o rumo da raça humana se formaliza na morte do Saramago.

Acabou, cabe-nos imortalizá-lo junto aos jovens, fazendo nossa parte nesse mundo no qual a velocidade e o brilho são mais importantes do que o conteúdo e a solidariedade.

Estou muito falante hoje...rss

Beijoooo e beijo no Chico!

Leia também:

Related Posts with Thumbnails